Parceiros

Ibase – Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas.

O Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas é uma organização sem fins lucrativos, fundada em 1981, após a anistia política de Herbert de Souza, Carlos Afonso e Marcos Arruda. 

Define-se como ator da sociedade civil, autônomo e público, e tem como fundamentos guiar-se por princípios e valores éticos da democracia, igualdade, direitos e emancipação social de todas e todos, justiça socioambiental e territórios sustentáveis.

Os objetivos da organização incluem desenvolver a cultura democrática de direitos e responsabilidades e apoio à cidadania, através da comunicação, debate público, ação político-cultural e controle social sobre empresas e sobre o poder público. Visando atingir, a longo prazo, a construção democrática de paradigmas, apoio a economias que produzam para a necessidade de todas e todos nos limites da integridade planetária, compartilhando trabalho e resultados.

Sua participação em atividades, fóruns e redes são orientadas pelas pautas de “cidades, territórios, justiça ambiental e cidadania”; “disputa por outro desenvolvimento”; universalização de políticas públicas e direitos”; democracia, debate público e reforma política” e “Brasil, mudanças geopolíticas e desafios para a cidadania”.

 

Saiba mais acessando o site: https://ibase.br/pt/quem-somos/ 

Consulte o arquivo Herbert de Souza: https://cpdoc.fgv.br/acervo/arquivospessoais/memoriadomundo2012 

Future of food Beacon – University of Nottingham

O Future of Food Beacon da Universidade de Nottingham (Inglaterra) é uma plataforma de pesquisa aberta, trabalhando em sistemas alimentares ao redor do mundo para desenvolver segurança nutricional e sustentabilidade.

Unindo a ciência genômica animal e vegetal à ciência nutricional de ponta, processamento de alimentos e tecnologias digitais e tecnologias de fabricação. Nossas pesquisas também são movidas pelo entendimento de questões econômicas, legais, sociais, culturais, históricas e éticas, que sustentam e moldam os sistemas alimentares. 

Saiba mais acessando o site: nottingham.ac.uk/future-food 

Instituto Comida do Amanhã

O Instituto Comida do Amanhã é um Think Tank sem fins lucrativos, institucionalmente independente e apartidário. A partir de uma visão sistêmica da alimentação e junto a uma grande rede de parceiros, o Instituto apóia a transição para sistemas alimentares saudáveis, sustentáveis, biodiversos, inclusivos, empoderadores e culturalmente integrados.

Através da produção de conteúdos, organização de encontros e laboratórios, objetiva conscientizar e impactar indivíduos, instituições e tomadores de decisão, para promover uma mudança de comportamento e entendimento sobre a comida e seus impactos, além de advogar por políticas públicas centradas no direito à alimentação adequada.

Saiba mais acessando o site: https://www.comidadoamanha.org/ 

Círculo de Referência em Agroecologia, Sociobiodiversidade, Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – AsSsan UFRGS 

O Círculo de Referência em Agroecologia, Sociobiodiversidade, Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (AsSsAN Círculo de Referência) promove atividades de ensino, pesquisas e de extensão para promoção da agroecologia, soberania e segurança alimentar e nutricional na América Latina, com ênfase em agroecologia e sociobiodiversidade. Está sediado no Centro Interdisciplinar Sociedade, Ambiente e Desenvolvimento (CISADE), órgão Auxiliar da Faculdade de Ciências Econômicas (FCE), coordenado pelo Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural (PGDR), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O círculo busca formar cidadãos que compreendam as relações entre sociobiodiversidade, agroecologia, soberania alimentar, segurança alimentar e cidadãos, atores, organizações, agricultores, povos e comunidades tradicionais com os seus territórios. 

Saiba mais acessando o site: https://www.ufrgs.br/circulosociobiodiversidade 

Grupo de estudos e pesquisas em agricultura, alimentação e desenvolvimento da Universidade Federal do Rio Grande do Sul – Gepad UFRGS

Coordenado pelo Prof. Sérgio Schneider, o Grupo de Estudos e Pesquisas em Agricultura, Alimentação e Desenvolvimento foi criado em 2005 por um grupo de professores e estudantes do Programa de Pós Graduação em Desenvolvimento Rural da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PGDR/UFRGS). Ao longo do tempo, tornou-se uma equipe maior e multidisciplinar de pesquisadores atuantes em distintas Universidades e centros de pesquisa no Brasil e exterior. O grupo atua em projetos de pesquisa, extensão e parcerias institucionais com organizações da sociedade civil e agências do governo, publicando artigos científicos, teses, dissertações, relatórios técnicos e livros. Tendo quatro principais linhas de atuação: Dinâmica da agricultura familiar e da ruralidade contemporânea; Estado e políticas de desenvolvimento rural; Mercados alimentares e Inovação, mediação social e construção do conhecimento.

Saiba mais acessando o site: https://www.ufrgs.br/agrifood/ 

Centro Mundial de Valência para Alimentação Urbana Sustentável – CEMAS

O centro Mundial de Valência para a Alimentação Urbana Sustentável é uma iniciativa conjunta da Câmara Municipal de Valência e da FAO (Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura), criado para identificar, classificar e divulgar os desafios que as cidades e população em geral enfrentam em relação à alimentação e nutrição. Divide-se em dois principais eixos de atuação:

Gestão de conhecimento – Viabiliza processos inovadores de combate à desnutrição, busca soluções para promover alimentação sustentável e saudável para as gerações futuras. Age catalogando, arquivando e orientando políticas, estratégias e ações das cidades e do mundo, visando alcançar sistemas alimentares locais sustentáveis dentro de uma estrutura de direitos, responsabilidade e coerência.  

Comunicação – Visa facilitar a produção e troca de informação e conhecimento, com grande capacidade de gestão e conexão em todo o mundo e em contato permanente com outras agências das Nações Unidas relacionadas a estes processos, além de entidades públicas, entidades privadas, fundações e centros de pesquisa.

Saiba mais acessando o site: https://cemas.global/ 

Fórum Brasileiro de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional – FBSSAN

Criado em 1998, o FBSSAN cria espaços de interação entre pessoas, poder público, organizações, redes, movimentos sociais e instituições de pesquisa na luta pelo Direito Humano à Alimentação. A partir de diferentes perspectivas do sistema alimentar: produção, processamento, abastecimento e consumo, contando com atores de diversos setores ligados à alimentação, como as áreas da saúde, meio ambiente, nutrição, direitos humanos, reforma agrária, agroecologia, agricultura familiar, gênero, economia solidária, educação popular, dentre outros.

Visando a implementação de legislações e políticas públicas locais, nacionais e internacionais, buscou incidir sobre o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea) e participou ativamente na construção e aprovação no Congresso Nacional da Lei Orgânica de SAN (Lei 11.346/2006) e da Lei da Alimentação Escolar (Lei 11.947/2009). O fórum foi responsável pela criação da Frente pela Regulação da Publicidade de Alimentos), integra a Campanha Permanente Contra Agrotóxicos e Pela Vida no Brasil e internacionalmente integra a Rede Regional de Soberania Alimentar e Nutricional (SAN) da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (Redsan-CPLP). 

Saiba mais acessando o site: https://fbssan.org.br/